Fornecedores

 No PADF, em atuação há 21 anos, as empresas fornecedoras são avaliadas em aspectos relacionados aos negócios, inclusive sustentabilidade, que tem peso relevante na nota final. Ao longo do processo, recebem feedbacks sobre seu desempenho e são orientadas acerca das melhores políticas e práticas para melhorarem seus indicadores. Aquelas que conseguem apresentar os melhores resultados, de maneira consistente, são reconhecidas pelo Grupo, inclusive com uma categoria específica sobre Sustentabilidade. Os processos de gestão da água, da energia, dos resíduos e das emissões são temas prioritários no desenvolvimento dos fornecedores e têm grande peso na avaliação anual deles. Em casos extremos, as não conformidades podem levar à reprovação no processo e consequente exclusão do fornecedor. O acompanhamento se dá continuamente nas reuniões de alinhamento semanal.
Cada não conformidade ambiental e social detectada resulta em um plano de ação para o desenvolvimento do fornecedor. Anualmente, consolidamos um parecer individual sobre a operação de cada parceiro, identificando oportunidades e redução de riscos, e compartilhamos nas reuniões de devolutiva do PADF: em 2017, 100% dos fornecedores estratégicos e relevantes (74 parceiros) participaram desses encontros.
O acompanhamento se dá continuamente nas reuniões de alinhamento semanal.

De um total de 343 fornecedores sujeitos a avaliação em 2017, 101 diretos e 66 indiretos foram submetidos às avaliações de impacto ambiental. Os 74 fornecedores considerados estratégicos puderam proceder sua autoavaliação online.
Já o Programa de Parceria em Ecoeficiência engaja, desde 2015, os nossos parceiros na implementação de projetos para a redução do consumo de água, energia, emissões de gases de efeito estufa e a geração de resíduos. Durante o projeto, o fornecedor recebe consultoria técnica gratuita e indicações de pontos de melhorias. Os fornecedores, por sua vez, assumem o compromisso de executar os planos, parcial ou integralmente, com acompanhamento trimestral.
A expectativa do Grupo é, até 2020, envolver 100% dos fornecedores estratégicos, considerando a base de 2017, no Programa de Parceria em Ecoeficiência.
Em 2017, o trabalho realizado com 10 fornecedores em 12 plantas permitiu a economia de 43.400 m³ de água, o equivalente a 17 piscinas olímpicas; 10.300 MWh de energia elétrica, o equivalente ao consumo de 9 mil pessoas; 41 toneladas de CO2 e, um volume correspondente a 115 viagens de Camaçari (BA) a São José dos Pinhais (PR). Esse desempenho resultou em se evitar custos de cerca de R$ 3,5 milhões.
Outro destaque do ano foi a realização da Oficina de Fornecedores, voltada para a comunicação dos principais norteadores para o ano seguinte em inovação e sustentabilidade. A edição de 2017 contou com a presença de 115 líderes, com 88% de engajamento dos fornecedores. Cerca de 17mil pessoas foram impactadas nas redes sociais e houve 4,7 mil visualizações da transmissão online da Oficina.

O Grupo Boticário tem o compromisso de exercer influência positiva sobre a sua cadeia de valor e ser reconhecido como acelerador da transformação dos fornecedores em empreendedores sustentáveis. Por isso, trabalha junto com seus parceiros para impulsionar inovação sustentável na cadeia de fornecimento. Iniciativas como Programas de Avaliação e Desenvolvimento de Fornecedores (PADF) e Programa de Parceria em Ecoeficiência são exemplos de como esse trabalho é feito.

Práticas de compra

 

O Grupo Boticário tem entre seus objetivos de sustentabilidade atingir a marca de R$2 bilhões por meio de compras sustentáveis até 2024, por isso busca estabelecer parcerias consistentes com seus fornecedores, diretos e indiretos.
Em 2017, o Grupo Boticário se relacionou com 214 fornecedores ativos diretos e 3.491 indiretos. Ao longo do ano, 29 novas empresas passaram a fazer parte da categoria de fornecedores diretos e 1.423 de indiretos.
Dos fornecedores de materiais diretos, 60% estão localizados no estado de São Paulo, 20% nos estados da região Sul do Brasil e, aproximadamente, 6% na Bahia. O restante está nos demais estados do Brasil e no exterior. Entre os fornecedores de materiais e serviços indiretos, 44% se encontram no Paraná, 37% no estado de São Paulo e 6,5% na Bahia. Os demais fornecedores estão nos outros estados do país e 0,8% no exterior.
As compras de materiais diretos do Grupo Boticário totalizaram R$1,5 bilhão em 2017. Cerca de 90% dessas compras foram realizadas de fornecedores distribuídos dentro do território brasileiro. Os dez por cento restantes se distribuem por empresas localizadas na Europa, Ásia ou demais países da América. Esses materiais podem ser divididos em acessórios, matérias-primas, fragrâncias, plásticos, vidros, papéis, metais, maquiagem, válvulas e terceirizações. Já as compras de materiais indiretos alcançaram R$1,9 bilhão e 99% delas se deram em território nacional.
Entre os itens considerados indiretos, estão materiais e serviços administrativos, facilities, frotas, RH, TI, treinamento, auditoria, consultoria e construção civil, entre outros.